Início > Aristóteles > Aristóteles – Refutações Sofísticas [3]

Aristóteles – Refutações Sofísticas [3]

Traduzido da versão em lingua inglesa de W. A. Pickard-Cambride
(http://etext.library.adelaide.edu.au/a/aristotle/sophistical/)

3

Primeiro devemos nos ater ao número de alvos pretendidos por aqueles que argumentam como competidores e rivais até a morte. Estes são cinco, a saber, refutação, falácia, paradoxo, solecismo, e o quinto, reduzir o oponente na discussão até que este balbucie – i.e. , forçá-lo a se repetir várias vezes: ou produzir a aparência de cada uma destas coisas sem compromisso com a realidade. Eles escolhem se é possível refutar plenamente o oponente, ou, em segundo lugar, mostrar que ele está cometendo alguma falácia, ou, em terceiro lugar, conduzi-lo a um paradoxo, ou, quarto, reduzi-lo ao solecismo, i.e. fazer o oponente, em consequência de um argumento, usar uma expressão não-gramatical; ou, como última opção, fazê-lo redundante.

Anúncios
Categorias:Aristóteles
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: