Início > Lógica Matemática > Analogia Lógica

Analogia Lógica

O método clássico de teste da validade de argumentos é o método conhecido como analogia lógica. Este método consiste em identificar a forma silogística do argumento que pretendemos analisar, isto é, seu modo e figura, e , se desejamos provar que é inválido, reformulá-lo com novos termos de maneira que suas premissas sejam verdadeiras e a conclusão falsa. Isto prova que um argumento é inválido pelo princípio geral de que é impossível que, em uma forma válida, um argumento tenha premissas verdadeiras e conclusão falsa. Em outras palavras, se pretendemos mostrar que o raciocínio de nosso interlocutor se trata de uma falácia, basta que pensemos em um argumento exatamente com a mesma forma e que contenha premissas verdadeiras e conclusão falsa. Para efeito de retórica, uma conclusão absurda é mais convincente.

Por exemplo, se o seu interlocutor diz

“Todos os senadores da oposição são a favor da reforma tributária
e algumas pessoas com ensino superior são a favor da reforma tributária,
logo algumas pessoas com ensino superior são senadores da oposição.”

ele apresentou um silogismo da forma AII-2, cuja conclusão, neste caso, parece ser razoável. Porém, sem tentar descobrir se a conclusão é verdadeira ou não, isto é, sem discutir se é verdade que existem pessoas com ensino superior que são senadores da oposição (a lógica não está interessada na análise do conteúdo das proposições, somente na forma da inferência) podemos dizer logo de cara que o argumento é inválido, pois a forma AII-2 não é válida do ponto de vista formal.

Para expor a falácia e mostrar como o raciocínio foi defeituoso, basta sermos capazes de pensar em um exemplo esdrúxulo, como:

“Todos os peixes são bons nadadores
e alguns bombeiros são bons nadadores,
logo alguns bombeiros são peixes.”

Este silogismo também é da forma AII-2 e possui premissas verdadeiras e uma conclusão falsa, senão absurda. Logo, esta foi uma prova da invalidade através da analogia lógica.

Análise de caso:

No exemplo dos senadores, poderia ser sugerido que tanto as premissas quanto a conclusão são verdadeiros. Eu concordaria com este juízo, mas então – alguém poderia perguntar – de que vale querer saber se um argumento é valido? se as premissas e a conclusão já sao verdadeiras, não é o suficiente para aceitarmos o argumento?

Eu diria sim e não. Do ponto de vista da retórica, eu diria que sim. Do ponto de vista da lógica eu diria que não. A lógica não está preocupada em convencer (isto é tarefa da retórica), mas preocupada com as relações entre juízos que nos levam a fatos verdadeiros. No caso dos senadores, poderia seria ser mero acaso, sorte ou manipulação conveniente daquele que argumenta, que as premissas e conclusão fossem verdadeiras. A falha neste argumento está em sua forma! o que isso quer dizer? Isso significa que a relação entre as premissas e a conclusão não é legítima, ou seja, a conclusão não é garantida, por mais que seja razoável supor que existem senadores com ensino superior, isto não está sendo garantido pelas premissas apresentadas e nada impediria que as coisas fossem de outra forma, isto é, que a conclusão fosse falsa. Se o argumento fosse válido, a situação seria bem diferente: seria impossível negar ou imaginar (tendo em vista as premissas) que a conclusão era falsa; as premissas garantiriam a verdade da conclusão. Um argumento que é válido e também possui premissas e conclusão verdadeiras é chamado de correto (sound argument).

(continua no artigo Prova Formal de Validade)

Anúncios
Categorias:Lógica Matemática
  1. dezembro 14, 2013 às 9:26 pm

    Explicação muito boa! Esclarecedora!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: